Implantado em setembro de 2007, o MEL foi pioneiro da pesquisa em Literatura da Universidade de Pernambuco - Campus Mata Norte. Criado pela Profª. Drª Avanilda Torres da Silva, docente da Universidade de Pernambuco, e abraçado por uma comunidade discente entusiasta, este empreendimento fez um trabalho contínuo e motivante de ensino, pesquisa e extensão.

MEL sempre MEL!

quarta-feira

Gestos de Alegria e Reconhecimento

Recife, terça-feira, 8 de novembro de 2011
Marly Mota

_____

Na Academia Brasileira de Letras, na sessão do dia 15 de setembro, o
presidente Marcos Vilaça lembrou a expressão “golpe de alegria,” usada
pela acadêmica, minha amiga, Nélida Piñon, presente à sessão. O
presidente considerou um “golpe de alegria,” a abertura da exposição,
“Mauro Mota a Presença do Recife, 1911-2011: 100 anos de nascimento”,
realizada no Centro Cultural da ABL, no Palácio Austregésilo de Athayde.
Na opinião de Marcos Vilaça a exposição foi primorosa, sem estabelecer
comparação com qualquer outra, pela qualidade das peças e pela maneira
como fora organizada. Teceu louvores aos cuidados extraordinários do
organizador, museólogo Anselmo Maciel. Distribuiu ao plenário um CD com
poemas de Mauro Mota, presente a mim concedido pela amiga Leda Alves,
presidente da Companhia Editora de Pernambuco.

Essa mesma expressão, “golpe de alegria,” eu creditaria às recentes
homenagens realizadas no mês de outubro, em comemoração aos 100 de
nascimento de Mauro Mota. Em Nazaré da Mata, pelo prefeito e
vice-prefeito, Agrinaldo Coutinho e José Maurício Andrade,
respectivamente e Secretaria de Educação, Turismo e Cultura; com
organização do Departamento de Letras da Universidade de Pernambuco e
professora Avanilda Torres, autora do Cordel Mauro Mota e a Doçura
Nazarena. A noite festiva do dia 22 se encerrou no pátio do Centro
Cultural Mauro Mota, com música da Banda Euterpina de Nazaré da Mata e
palestra da professora Luzilá Gonçalves.

Na Assembleia Legislativa de Pernambuco foi aprovado em plenário o
requerimento de nº 621/2011 do deputado Antônio Morais, para que fosse
realizada em expediente especial a homenagem pelos 100 anos do poeta
Mauro Mota. Salientando: “Nada mais justo e gratificante do que esta
Assembleia Legislativa, abrir as suas portas para homenagear tão grata
efeméride. Na manhã do memorável dia 27, o Palácio Joaquim Nabuco
recebeu os alunos da Escola Poeta Mauro Mota de Jaboatão dos Guararapes;
do Coral Severino Farias, da cidade de Surubim, sob a regência de Célia
Arruda; representantes de instituições culturais pernambucans: Gladstone
Vieira Belo, vice- presidente do Diario de Pernambuco; Prof. José
Fernando Freire, presidente da Fundação Joaquim Nabuco; Dr. Pedro Moura,
diretor do Arquivo Publico Estadual Jordão Emerenciano; Waldenio Porto,
presidente da Academia Pernambucana de Letras, representado pela
Acadêmica Anna Maria César; escritor Alexandre Santos, presidente da
União Brasileira de Escritores, Secção Pernambuco; José Honório da
Silva, presidente da União dos Cordelistas de Pernambuco. Junto-me aos
meus familiares, em agradecimentos pelo carinho e relevância dessas
homenagens em memória do poeta Mauro Mota.

Marly Mota
Membro da Academia Pernambucana de Letras